domingo, 13 de setembro de 2015

América suando pela classificação, enfrenta o Cuibá


Brigando para se distanciar dos  adversários abaixo dele na luta por uma vaga no G-4, o América faz hoje às 16 horas, na Arena Pantanal (MT), contra o Cuiabá, uma partida considerada chave para as suas pretensões. Desfalcado de três peças importantes no esquema de jogo adotado dentro da série C: Cascata, Judson e Thiago Potiguar, o treinador Roberto Fernandes deu indicações de que pode alterar o esquema e deixar a equipe mais precavida para este confronto, onde um resultado negativo pode custar um preço muito alto ao final dessa primeira fase.

O que mais irritou o treinador Roberto Fernandes não foi nem a questão das baixas na equipe provocada por suspensão pelo terceiro cartão amarelo e também por punição imposta pelo STJD, no caso de Thiago Potiguar  —punido depois da promotoria do Tribunal analisar as imagens da partida diante do Vila Nova, válida pela quinta rodada, e entender que o atleta americano agrediu o adversário com um pisão. Para o comandante americano, o maior prejuízo ao alvirrubro foi provocado pela própria CBF, ao colocar a partida para iniciar às 15 horas (horário de Cuiabá).
Adriano AbreuRoberto Fernandes orienta o grupo que deve ter uma formação diferente na partida contra o Cuiabá, ele pede espírito de decisãoRoberto Fernandes orienta o grupo que deve ter uma formação diferente na partida contra o Cuiabá, ele pede espírito de decisão

“Nenhum dos adversários do América e que hoje ocupam uma posição no G-4 foi obrigado a jogar as 15 horas em Cuiabá. Então por quê só o América? Todos os nossos adversários jogaram no horário noturno, mas propício para realização das partidas. Esse será o maior prejuízo para nossa equipe, que não está habituada a atuar sob o forte calor da região central do país nessa época do ano”, reclamou.


Quanto ao time, nada a se lamentar. Ele só espera que os jogadores americanos consigam se superar para fazer outra boa partida na competição e dar mais um importante passo rumo a classificação. O retrospecto da equipe como visitante é muito ruim, em sete partidas o clube perdeu quatro, empatou duas e conquistou apenas uma vitória. Isso significa dizer que o alvirrubro conquistou apenas 24% dos pontos disputados fora de Natal. Então o que vem segurando a posição da equipe são os jogos na Arena das Dunas,  onde conseguiu obter 83% dos pontos colocados em jogo, acumulando um total de seis vitórias e dois empates.

Com três vitórias e três derrotas como mandante, o Cuiabá não é aquele tipo de adversário que chegue a impor respeito aos adversários. Mas os jogadores americanos esperaram uma partida complicada, pelo fato deles estarem na luta para fugir do rebaixamento e a vitória diante do América hoje praticamente vai definir a permanência do clube na série C do próximo ano.

Maguinho que deve ser deslocado para o meio-campo, lamenta o mau retrospecto fora de casa. “Se tivéssemos feito bons jogos fora de casa, talvez nós já estivéssemos classificados. Mas vamos esquecer o passado e pensar apenas nesse jogo”, salientou.

Os trunfos americanos
+ Zé Antônio Paulista será o responsável por garantir a tranquilidade da equipe, já que Cascata não irá atuar devido ao terceiro cartão.

+ Adriano Pardal terá papel fundamental na puxada do time para o ataque. Com sua velocidade o América pode surpreender o Cuiabá.

+ Bruno Farias terá a missão de realizar a ligação entre a defesa e o ataque. Ele também vai desempenhar papel de combater o adversário.

Ficha técnica
Cuiabá:
André, Gean, Valdeson, Ricardo Braz e Karlos; Bogé, Cléo Silva, Felipe Blau e Índio; Erivelton e Alex.
Técnico: Rui Scarpino.

América: Pantera, Nininho, Cleber, Zé Antônio e Arthur Henrique; Maguinho, Léo Gago, Álvaro e Bruno Farias; Adriano Pardal e Max.
Técnico: Roberto Fernandes.

Local: Arena Pantal (MT)
Horário: 16 horas
Árbitro:Leandro B. Marinho (SP)
Assistentes: Alberto P. Masseira (SP) e Bruno Salgado Rizo (SP)
Fonte/TribunadoNorte

Nenhum comentário:

Postar um comentário